De visita, visitado, visitando...

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Que Horas São?

Quem vem lá???

online

Posts recentes

De regresso...

Seguidinhas...

Andando pela "Montanha Ru...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

E o Guga?...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

Voltando a pôr a escrita ...

Voltando a pôr a escrita ...

Quantos São?!?!? Quantos São?!?!

free html counters
Dell Coupons

 

 

 

Outras Visitas

tags

todas as tags

Arquivos

subscrever feeds

Sábado, 17 de Março de 2007

A origem da palavra "Malga"...

Boa noite a todos.

 

Decerto que todo vocês conhecem os dois objectos reproduzidos na foto...

 

 

Exacto: trata-se de umas vulgares tigelas.

 

Decerto sabem também que, em certas zonas de Portugal, as tigelas são chamadas "MALGAS".

 

Pois bem, a história que eu vou contar é verídica e passou-se comigo, um colega de trabalho e um advogado de Coimbra que na altura trabalhava para a minha empresa ("minha", é uma força de expressão, que eu ali não tenho nada a não ser uns meros 36 anos de serviço...).

 

Uma palavra para esse Advogado, pessoa que muito estimo.

 

Aquele homem sofreu agruras no "tempo da outra senhora", apenas porque tinha uma ideologia diferente.

 

Posso não concordar politicamente com ele, e não concordo.  Mas tenho um profundo respeito pela pessoa, pelo causídico e pelo político.

 

Mas vamos à história:

 

Estávamos nós os três "Estrada da Beira" fora a caminho de Arganil e esse Advogado, bom conversador, autêntica "enciclopédia" sobre Coimbra,  e possuidor de uma voz tonitroante - mesmo própria dos "advogados de barra", não sei se me percebem... - começou a explicar a origem da palavra "malga".

 

Assim, referiu o facto de o nome "malga" ter sido atribuído a determinadas tigelas por terem sido fabricadas em Málaga (Espanha).

 

Tratava-se, pois, de uma corruptela do nome da cidade.

 

Alguém (adivinhem quem... ) comentou: "Olhem se elas tivessem sido feitas em MÉRIDA"...

 

Esse advogado escreveu dois livros intitulados "De Memória em Punho". No segundo deles colocou esta história.

  

Acreditem: estou muito honrado por isso.

 

Um grande abraço, Doutor

 

Visitante

Sinto-me:
Música: "Coimbra"
Publicado por Visitante às 00:37
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

GENESIS - FADING LIGHTS