De visita, visitado, visitando...

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Que Horas São?

Quem vem lá???

online

Posts recentes

De regresso...

Seguidinhas...

Andando pela "Montanha Ru...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

E o Guga?...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

Voltando a pôr a escrita ...

Voltando a pôr a escrita ...

Quantos São?!?!? Quantos São?!?!

free html counters
Dell Coupons

 

 

 

Outras Visitas

tags

todas as tags

Arquivos

subscrever feeds

Sábado, 19 de Julho de 2008

Luz de Prata-2

DR

 

 
 

Luz de prata

Distante e ausente

Como o teu brilho passou a ser diferente!

 

Teu resplendor fez-se sombra

de eclipse perfeito

A escuridão tomba

Oprimindo o meu peito

 

 

O meu mar continua de breu

Num ondular espumoso

Raivoso

 

 

Luz de prata

Ora levada

Ilumina um outro leito

Descansa noutro peito

 

 

Eu ficarei

nesta escuridão

de solidão

 

 

Visitante

 

Sinto-me:
Música: "Under the moonlight"
tags: , ,
Publicado por Visitante às 02:44
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
6 comentários:
De MT-Teresa a 19 de Julho de 2008 às 13:23
Não te deixes ficar nessa escuridão ok?

Adorei o poema. Lindo. A lua inspirou-te e pelos vistos a solidão também.

Beijinho grande
De Visitante a 19 de Julho de 2008 às 20:35
Olá, minha Alf..azema Linda

Este "escrito rimado" e o que o antecede chegaram a ser postos na nossa saudosa "Tudo..."

Por causa na última noite de Lua Cheia, e porque queria mostrar estes dois poemas a uma visitante deste blog, pu-los aqui... e pronto.

Beijinho, minha Alf...azema linda
Visitante
De C. a 19 de Julho de 2008 às 19:12


Independentemente das crenças que tenhamos, ou não tenhamos, pela calada da noite sabe bem saborear certos blogues.

http://a-luz-e.blogspot.com/

Deixo-o com a sua Lua.

Boa noite ,Visitante.
De Visitante a 19 de Julho de 2008 às 20:40
Olá, Carmen

Obrigado pelas suas palavras... e pelo link.

Aquele blog é magnífico.

Beiijinho
Visitante
De carla a 20 de Julho de 2008 às 01:42
Ola, gostei imenso dos poemas, desconhecia esta veia poetica, parabens
De Visitante a 20 de Julho de 2008 às 04:27
Olá, Carla, e obrigado.

Se tiver tempo e paciência, calcorreie este blog desde o seu início...

Assim, poderá aferir a qualidade do meu "intestino poético"...

Beijinho
Visitante

Comentar post

GENESIS - FADING LIGHTS