De visita, visitado, visitando...

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Que Horas São?

Quem vem lá???

online

Posts recentes

De regresso...

Seguidinhas...

Andando pela "Montanha Ru...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

E o Guga?...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

Voltando a pôr a escrita ...

Voltando a pôr a escrita ...

Quantos São?!?!? Quantos São?!?!

free html counters
Dell Coupons

 

 

 

Outras Visitas

tags

todas as tags

Arquivos

subscrever feeds

Quarta-feira, 12 de Agosto de 2009

Destino...

 

 

 

Pois é, Visitantes...

 

Numa resposta a um comentário da Susana Pina, escrevi: "e especialmente para ti... guardado está um bocado... hehehehe".

 

Eis aqui o "bocado": uma "escapadela" à Azambuja.

 

Ora, como já vos dei a conhecer antes, eu adoro andar de comboio. Como tal, andava a prometer a mim mesmo mais uma viagem como a que fiz há uns tempos atrás. Só que desta vez, a partida seria com destino à Azambuja.

 

Para isso, aproveitei um domingo daqueles em que não há nada de especial para se fazer. 

 

Eis, pois, o cais da Estação de Santa Apolónia, com dois comboios estacionados.  

(A título de curiosidade, refiro que a alcunha das composições triplas eléctricas como a que se vê à direita é "Lili Caneças". O motivo é o seguinte: Essas composições, apesar de uns arranjos exteriores todos modernaços e uns interiores todos "fashion", mantêm o mesmo "chassis" e os mesmos motores oriundos dos idos de 1970 e 1980. Em resumo, são composições "jovens por fora, idosas por dentro"... como a Lili Caneças . E, ao que parece, a alcunha terá ficado "institucionalizada" no léxico oficial ferroviário...)

 

 

 Ok, mas avancemos para o cais onde me espera o comboio que me transportará ao destino...

 

Não se assustem com a cara de poucos amigos deste passageiro, o gajo é mesmo assim...

 

A partida, e a passagem sobre o viaduto de Xabregas (que aparece aqui noutra perspectiva...)

 

Um pouco da zona do Parque das Nações 

 

Estação do Oriente

 

Entre a Bobadela e Santa Iria de Azóia, uma zona industrial 

 

A passagem na Póvoa 

 

Em Alverca, o olhar possível sobre o Museu do Ar (tenho de o visitar, há tanto tempo que não vou lá!...). Podem ver um caça "Hurricane" do tempo da II Guerra Mundial.

 

Alhandra

 

Aproximamo-nos de Vila Franca de Xira. Eis aqui um dos antigos veleiros do Tejo (salvo erro, um "varino"), em viagem turística.

 

Um cais para barcos de recreio

 

Já em Vila Franca, este jardim é bem aprazível

 

E eis-nos chegados ao nosso destino...

 

Agora, Visitantes, eis uma série de fotos que tirei nalguns locais da Azambuja. Aqui desafio ESTA MENINA para os identificar (pois está muito calor, e eu estou cheio de moleza...  hehehe) 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este é o final do Esteiro da Azambuja. A foto foi obtida na passagem superior de peões da estação

 

Enquanto esperava o comboio de regresso... apercebi-me da aproximação de uma composição rápida.

 

Pois bem, Visitantes, querem saber o aspecto de um comboio a passar a cerca de 200 km/h? Aí está...

 

"Arte", dizem "eles"... "poluição visual", digo eu, principalmente quando se tapa a visão das janelas do comboio...

 

Aí está a "Lili Caneças" que me levará de volta a Lisboa...

 

O meu "até breve" à Azambuja

Fotos HM

 

 

Tenham uma óptima quarta-feira

 

 

Visitante

 

 

 

 

Sinto-me:
Música: "Ribatejo"
Publicado por Visitante às 13:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
8 comentários:
De Margarida a 17 de Agosto de 2009 às 14:17
Ainda andas nas tuas "voltinhas de férias"?
Sugiro-te um saltinho até Alenquer.Talvez gostes das vistas.
Beijo
Margarida
De Visitante a 18 de Agosto de 2009 às 21:08
Olá, Escorpiona Linda

Sugestão aceite. Vou tentar fazer isso durante esta semana.

Beijinho, minha Amuga/Alma Gémea
Visitante
De Margarida a 20 de Agosto de 2009 às 11:49
amuga??????????????????
De Visitante a 20 de Agosto de 2009 às 22:18
Não ligues...

Isso são influências daquele impagável polícia do "Allô Allô"

Beijinho, Escorpiona Linda

Visitante
(Que tem guardado um bocado também para ti ... hehehe)
De sonhoterumfilho a 18 de Agosto de 2009 às 22:42
Ohhhhhhhh!!! Henrique! Não sabia que tinhas vindo à minha terrinha...e que estives-te mesmo perto da minha casa que fica por cima do jardim onde está situada a capela que tens aqui numa das fotos, perto dos prédios altos chamados de torres.
Adorei rever a minha terra aqui nas tuas fotos e já agora gostas-te da Azambuja? Vi que visitas-te bastante locais, os principais, os mais históricos e com mais raizes.
Obrigada pelo miminho, adirei de verdade.
Um bj muito grande
Susana
De Visitante a 19 de Agosto de 2009 às 00:46
Hehehehe

Eu disse que guardado estava o bocado, não disse?...

Beijinho, Susana

Visitante
De sonhoterumfilho a 1 de Setembro de 2009 às 14:30
Aqui vai a identificação:

1ª foto e 2ª foto
Rua principal de Azambuja chamada R. Vitor Cordon

3ª foto
É uma travessa transversal à Rua principal cujo nome não conheço, mas sei que passei lá muitas vezes.

4ª foto
Também não sei o nome deste Arco, mas e muito perto da entrada da estação da C.P. e também passei lá centenas de vezes.

5ª foto
Câmara Municipal e Praça do município com o respectivo Pelourinho que foi roubado por uma freguesia vizinha e reencontrado hà uns anos (ainda não era nascida).

6ª foto e 7ª foto
Igreja matriz (onde fui baptizada e onde casei) Lindíssima.

8ª foto
Rua detràs da Igreja. Antigamente e ainda me lembro bem existia nesse muro um jardim, agora ao abandono. Quando era solteira morava muito perto e ia para lá brincar.

9ª foto
Largo de Palmela. Fica situado na Rua principal e o monumento que se fez é em homenagem aos combatentes da Grande Guerra.

10ª foto
Capela de São Sebastião (moro por cima).

11ª foto
Torres de Azambuja.
Estes edifícios estiveram dezenas de anos ao abandono, erguidos em tijolo. Inicialmente foram construidos para serem hotéis, mas depois a Empresa faliu (ou aproveitou-se) depois passou para a Santa Casa da Misericórdia (que tammbém deve ter lucrado com isso) e finalemente foram vendidos a construtores que os acabaram e os vendem em apartamentos.

12ª foto
Um dos locais turisticos da vila (pena que esteja tão mal tratado). Antigamente vinham os barcos com as mercadorias descarregarem no cais que existia na altura. Perto havia uma fábrica de sal que também transportava através do rio. Já não é do meu tempo, mas é do meu tempo e tenho fotografias lindissimas tiradas aí em que se via o rio limpinho, com água transparente, margens limpas, de uma beleza rara. Infelizmente divergências entre a Câmara e a Hidráulica ditaram o fim desta beleza.

E o resto já se vê onde é...visitante na estação da CP da Azambuja

Desafio cumprido.

Bjs
Ssuana





 
De Visitante a 1 de Setembro de 2009 às 21:30
Obrigado, Susana.

Beijinho
Visitante

Comentar post

GENESIS - FADING LIGHTS