De visita, visitado, visitando...

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Que Horas São?

Quem vem lá???

online

Posts recentes

De regresso...

Seguidinhas...

Andando pela "Montanha Ru...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

E o Guga?...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

Voltando a pôr a escrita ...

Voltando a pôr a escrita ...

Quantos São?!?!? Quantos São?!?!

free html counters
Dell Coupons

 

 

 

Outras Visitas

tags

todas as tags

Arquivos

subscrever feeds

Quinta-feira, 3 de Março de 2011

Eu sou assim...

HM

 

 

 

Eu admito que, muitas vezes, não sou uma pessoa fácil de aturar.

 

Tenho o meu feitio, com momentos de alegria, boa disposição, humor, e outros de tristeza, irritação, tudo isto aliado a um temperamento que, quando explode, "leva tudo à frente". Mas enquanto for explodindo, a coisa vai...

 

No fim de contas, sou um gajo vulgar, sem qualquer nome sonante nem pendor mediático...

 

Mas... também como toda a gente, gosto de ter algum bom trato por parte das pessoas que estimo.

 

Talvez, por exemplo, eu esperasse ouvir algumas vozes no meu telemóvel, ao invés de SMS no seu visor, quando eu passei por aquele momento tão difícil que foi a morte da minha mãe.

 

Porque foi assim que eu sempre procedi quando senti ou soube que essas - e outras - pessoas precisaram de ouvir uma voz.

 

Eu bem sei que não há pessoas iguais, tal como não há graus de amizade iguais. Há os "prioritários" e os "outros". Eu também os tenho. Isso é lógico e natural; como tal, incontestável.

 

Mas eu sempre fiz ouvir a minha voz e/ou estive presente (fosse "prioritário" ou "outro") quando senti ou soube que essas pessoas precisavam.

 

Talvez as SMS's fiquem mais baratas que umas chamadas telefónicas. 

 

Mas os amigos não têm preço.

 

Por isso, quando sinto que pessoas de quem gosto se afastam de mim, é porque para elas eu perdi o valor que me davam.

 

Quando isso acontece... eu não "expludo" nem digo mais nada. Pura e simplesmente, "desligo" e corto o contacto. Com desgosto? Sim... Mas a vida continua e os cemitérios estão cheios de pessoas insubstituíveis.

 

 

Tenham uma boa noite

 

 

Visitante

 

 

Sinto-me:
Música: "Fading Lights" (Genesis)
Publicado por Visitante às 22:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
3 comentários:
De Anónimo a 4 de Março de 2011 às 15:55
Gostei muito deste seu post.
Foi um desabafo bem sentido.
Um abraço.
Doriis.
De Graça Almeida a 3 de Abril de 2011 às 17:51

Como eu te compreendo amigo. A voz, um sorriso, um abraço são insubstituiveis. Quando não nos dão o valor que damos aos outros é porque para eles não temos muito valor.
De Genny a 11 de Abril de 2011 às 11:41
Mas acredito que os teus bons amigos continuam do teu lado! E por vezes estas situações acabam por ser uma lição, para conhecer os verdadeiros amigos.
Tudo de bom!
Bj

Comentar post

GENESIS - FADING LIGHTS