4 comentários:
De Espanto a 23 de Maio de 2007 às 10:05
Olá, Amigo Visitante!
Nos últimos tempos, Baptista -Bastos tem escrito nas suas crónicas grandes verdades sobre o que se está a passar, quase pela sordina, no nosso país. E esta reflexão é outro exemplo disso mesmo. Ainda ontem, ao falar com um senhor que quase todos os dias viaja no comboio comigo ( os comboios regionais proporcionam este contacto engraçado), ele mostrou-me uma crónica do Baptista Bastos sobre o estado do nosso país, em termos políticos, sociais, economicos e acima de tudo intelectuais . Enviou uma cópia dessa crónica, juntamente com uma carta ao Presidente da República. Por engraçado que pareça essa pessoa escreve poesia e está registado na Sociedade Portuguesa de Autores!
Mas voltando a esta reflexão, há muita coisa que nos últimos tempos me tem deixado a pensar ... em 74 eu era muito pequena, não vivi a ditadura como muitos portugueses, mas tenho a percepção que o significado da palavra, a sua força e o seu carácter de intervenção fazia estremecer qualquer um e mover multidões, o mesmo com o a liberdade. Hoje, em dia tudo é desvalorizado, tentasse menosprezar a força da palavra, os alertas dos nossos intelectuais, banalizar-se a cultura e retirar o poder crítico e reflexivo às pessoas ... para quê? Para sermos meros automatos, para dizermos sempre que "sim" ao que o poder político ditar, para sermos ovelhas de um rebanho que vai para o local que o pastor mandar sem questionar?
Beijinhos
De Visitante a 25 de Maio de 2007 às 00:28
Olá Espanto

Por muita democracia que se invoque, o objectivo de quem detém o poder é tentar calar ao máximo aqueles que possam contestar.

Felizmente, não te apercebeste da ditadura (até o uso da palavra era proibido...) por seres ainda muito jovem, mas permito-me gabar-te a noção de cidadania que demonstras.

É, pois, de fundamental importância o papel das pessoas que, normalmente, estão na base da educação e formação de um cidadão, e que têm o enorme poder de lhe abrir os olhos.

Beijinho
Visitante

De FELINO a 23 de Maio de 2007 às 21:21
Olá Amigo
Obrigado pelo comentário.
Aquilo é só para aquelas pessoas que vêm para os blogs queixarem-se da vida delas e lamentarem-se de merdinhas que para mim são simples migalhas.
Eu públiqueio não para terem pena de mim mas para por as pessoas a pensar e verem que à sempre quem esteja pior do que nós. Obrigado pela força de 115 Kg, bem andas-lhe a dar.
Abraços
Ass: Felino
De Visitante a 25 de Maio de 2007 às 00:32
Olá Felino

Até nisso se vê que tu e a tua Gata Sardenta são pessoas de uma grande força interior.

Como já disse num comentário anterior, tens de andar com aquela Gata nas palminhas das mãos.

Um abraço
Visitante

Comentar post