9 comentários:
De Anónimo a 20 de Novembro de 2007 às 11:04
Olá Visitante:

Cá está a desaparecida........não em combate

Ao ler o seu post, levitei nas suas palavras e senti-me no local .

Eu também adoro as manhãs, principalmente ao fim de semana....

Chuva civil não molha militar!

Onde já ouvi isto?, seria na minha recruta?

Beijinhos solarengos.

M.M.



De Visitante a 20 de Novembro de 2007 às 13:12
Olá M.M.

Agora já não está tão desaparecida assim...

Hmmm... não me diga que foi das primeiras mulheres-militares em Portugal.

Militou em que arma, MM (se me é lícito saber...)?

Beijinho outonal
Visitante
De Anónimo a 20 de Novembro de 2007 às 13:49
Olá Visitante:


Em que arma militei????

Pensava eu que arma, correspondia a um objecto que pode causar danos fisicos, afinal vou ter que recorrer à minha caderneta militar

Uma mulher de armas, sou!

Beijinhos para si.

M.M.


De Visitante a 20 de Novembro de 2007 às 15:38
Reolá, M.M.

Em linguagem castrense, "a arma de" tem o sentido de "espécie", "grupo" (cavalaria, infantaria, etc.)

Devido à sua condição feminina, penso que a Arma em que militou foi a de "Cozinharia" e "Pastelaria"...

Beijinho
Visitante
(esquivando-se do míssil "panela de pressão" atirado por uma MM furiosa...)
De Cristal a 20 de Novembro de 2007 às 16:14
Ainda bem que hoje estás por aqui, já sentia a tua falta , prometo não contar a ninguém da "balda"

Beijos cristalinos
De Visitante a 20 de Novembro de 2007 às 16:53
Qual "balda" ?

De Cristal a 20 de Novembro de 2007 às 18:10
Qual balda???? a balda de estares ai no teu escritoriozito e brindares-nos com as tuas palavras eheheeeeheheheh.
Beijos cristalinos
De Ana Carvalho a 23 de Novembro de 2007 às 12:49
Linda sua manhã, sua caminhada. Você é que ilumina as manhãs com seus comentários e olhos poéticos. Seu caminho percorrido enche-se de luz e as pessoas que vem depois de você ainda sentem sua presença, sua luz. Isto que você faz ajuda as manhãs a serem mais bonitas ainda. Cuide sempre desse sorriso, um dia eu o receberei bem de perto.
Beijos de sua amiga.
De Visitante a 25 de Novembro de 2007 às 12:17
Obrigado, Ana.

Se eu te fiz sorrir... isso basta para que eu me sinta feliz.

E o sorriso "de perto" está prometido, quando e se vieres visitar os teus familiares a Portugal.

Beijinho
Visitante

Comentar post