De visita, visitado, visitando...

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Que Horas São?

Quem vem lá???

online

Posts recentes

De regresso...

Seguidinhas...

Andando pela "Montanha Ru...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

E o Guga?...

Uma ida à Motorclassico 2...

Uma ida à Motorclassico 2...

Voltando a pôr a escrita ...

Voltando a pôr a escrita ...

Quantos São?!?!? Quantos São?!?!

free html counters
Dell Coupons

 

 

 

Outras Visitas

tags

todas as tags

Arquivos

subscrever feeds

Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

Para ti, minha filha

DR
 
 
28 de Dezembro de 1979, 11:00
 
Relatam os autos que nasceu um indivíduo do sexo feminino a quem foi dado o nome de... "MINHA FILHA".
 
 
Minha pequenina:
 
Por vezes a vida tem-te sido madrasta, não é?
 
Desde o problema que tiveste nas ancas quando eras bebé e te levou a uma mesa de operações por várias vezes, até ao recente problema com o teu marido, já tens enfrentado algumas vicissitudes.
 
Mas sabes? A tua força imensa tem-te possibilitado ultrapassá-las com o mesmo pundonor com que te erguias em defesa do teu irmão quando ambos eram crianças.
 
Essa força que herdaste de mim e da tua mãe.
 
Esse temperamento, ora de gargalhada estridente ora de palavra cortante, mas sempre de absoluta lealdade e olhos nos olhos, não deixando para depois o que tens a dizer.
 
Esse sentido de liderança e dever que faz com que sejas uma professora estimada pelas responsáveis do Colégio onde leccionas - bendita a hora em que elas te foram buscar ...  
 
Nunca te esqueças do que eu te disse quando te formaste:
 
Faz com que os teus alunos, mesmo quando forem adolescentes e adultos, tenham sempre presente, na memória e como referência, a sua professora primária. É a melhor homenagem que eles te podem prestar.
 
Adoro-te, minha filha.
 
Parabéns pelos teus 28 anos.
 
O teu Pai
Sinto-me:
Música: "Sweet Child O' Mine" (Guns n Roses)
Publicado por Visitante às 00:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
14 comentários:
De MJose a 4 de Janeiro de 2008 às 00:33
Tenho andado mais "ausente" e as palavras por vezes meio fugidias, mesmo.
Deixe que transcreva palavras suas:
"...Faz com que os teus alunos, mesmo quando forem adolescentes e adultos, tenham sempre presente, na memória e como referência, a sua professora primária. É a melhor homenagem que eles te podem prestar."
Para acrescentar só uma coisinha muito simples...

Serão elas , as criançãs, os nossos alunos, quem, com mais verdade poderão julgar de nós...
E como o manifestam das formas mais imprevisíveis mas tão gratificantes.
Já lá vão vinte anos e continuo a dizer - gosto de ser professora primária - passo o termo, que não me incomoda.

Parabéns por estas palavras que são de Vida e resultantes desse amor que vos une.

Feliz 2008

Abraço




De Visitante a 4 de Janeiro de 2008 às 09:09
Olá, Maria José

Seja bem aparecida!

...E bom ano de 2008 para si e os seus, também.

Eu falo por mim. Tive vários professores durante os meus anos escolares e, com algum esforço de memória, lembro-me de todos eles. Mas o que se destaca desde logo é aquele que me acompanhou da (antiga) 2ª classe até à 4ª. Esse, sim, foi quem me ministrou as bases que me permitiram evoluir no (antigo) Curso Comercial.

Beijinho
Visitante

Comentar post

GENESIS - FADING LIGHTS